Posts Tagged ‘bigode

09
fev
09

promoção entre amigos

Atenção à foto. (muita atenção).

bibode

Metade da esquerda: Flavio com sobrenome (não revelado) Bibode e sua prima, que há anos luta pelo reencontro (Foto: Divulgação/Creative Commons/pilotakombi.blogspot.com)

“Até que ponto vai a amizade?”, declamaria Osíris (Grécia, 3 a.C). “O que move o jornalismo cidadão?”, responderia um incauto Hermeneudes (Borda da Mata, 1984). “Vale zoar o layout do blog só por causa disso?”, encerraria a discussão qualquer membro sensato deste diário.

O que importa, amigos, é que uma questão delicada e de cunho social permeava os acontecimentos recentes deste blog, sendo injustamente soterrada pelo fetiche mustacheous, ao mesmo tempo em que guardava profundos elos com o acessório bigode.

É um fato que daria livro, se alguém ainda os lesse.

Pois o primeiro ser humano na foto acima, a partir da esquerda, está sendo procurado. Famoso por suas atuações como gandula no Paulistão de 86 e no Tio Guerreiro de 2002 a 2004 (lá por volta das 13h), ele não terá seu nome revelado, a pedido de sua prima, que também aparece na foto. Será identificado apenas como “Bibode” – resultado de “Bode” + “Bigode” em um filtro de Dreamweaver.

Bibode foi um leitor de PSM (lê-se fanzine) desde os primeiros momentos em Bauru, desempenhando inegável papel de colaborador e conselheiro quandos dos xeroques mais ousados nas edições experimentais.

Há 5 anos, porém, Bibode desapareceu. Alguns dizem que seu coração parou de bater, outro insistem, cegamente, que ele teria se transformado em vidente. A esperança de encontrá-lo foi o que levou sua prima a escolher o Peladinho como canal oficial da campanha “Volta, Bibode” – faltam logotipo e doses de inspiração, mas dá-se um jeito.

“A gente se divertia muito na infância. Depois ele sumiu, passou de ‘ocupado’ a ‘ausente’ no MSN e não parece se importar, você sabe”, disse a garota. “Ele nem sabe que tenho um blog”, desabafou.

Ela evita falar sobre recompensas, mas confirma que o rompimento pode ter sido causado por divergências decorrentes da atribuição de fontes 32 em um convite de aniversário de 10 anos, feito no Word. A família, como se sabe, é composta, em sua minoria, por designers.

Este é só o primeiro post0-desabafo. A campanha “Bibode, cadê você” continua até a Campus Party 2010, ainda sem local definido. Se você tiver alguma pista, seja sobre bigodes ou desaparecimentos semelhantes, já sabe: linhadepasse@psm.com.

Anúncios
23
jan
09

Começa hoje a 2ª “Peladinho Mustache Fair”

O grandioso sucesso da primeira edição, bem como um prejuízo de R$ 345,65 provenientes de cheques de terceiros, dão sequência à maravilhosa festa dos bigodes, uma exclusividade do blog do Peladinho e Sem Malícia.

O evento teve sua abertura nesta sexta-feira (23/1), às 4h45, junto com o “primeiro metrô” a partir do Terminal Rodoviário da Barra Funda. Sem convidados, participantes ou curiosos, a solenidade foi praticamente nula e, malemá, simbólica.

Regras
Os participantes devem, do nada, interromper os procedimentos diários de barbeagem e até o dia 9/2/2009, exibir os resultados dos esforços neste blog, através de foto, vídeo, fac-símile ou carimbo.

Não serão aceitos cavanhaques, moscas ou sujeiras que “maculem o verdadeiro bigode” (atender aos preceitos do regimento interno, cap. 23 – Da Real Mustache, inciso 2a).

Participantes
Adriano Travizan – Americana (MS) – categoria bigode.
Bernardo Santana – Aspen (EUA) – categoria bigode.
Flávio Meninão Austríaco – SJ Rio Preto (AUS) – categorias bigode/barba.
Marcelo Daniel – Pirajuí (Pirajuí) – categoria bigode.
Renato Bueno – Campus Party (G1) – categorias “a definir”.

Estado todo em participação.

Estado todo em participação.

Dos métodos de avaliação
Basicamente os comentários sob os bigodes apresentados. O prêmio, ainda sob definição, depende dos patrocinadores obtidos e sua disponibilidade, perante a crise econômica que assola o mundo ocidental.

Adriano Travizan, em foto da 1ª edição do evento, em 1999

Adriano Travizan, em foto da 1ª edição do evento, em 1999